Tuesday, January 31, 2012

0 CONCURSO INSS 2012 CORRE RISCO DE SER CANCELADO

Era só o que faltava dessa vez. Quando todos esperavam somente a aplicação das provas objetivas do concurso do INSS, marcadas para 12 de fevereiro, novos fatos surgiram, que podem suspender a seleção ou apenas alterar a distribuição das 1.875 vagas oferecidas (1.500 para técnico e 375 para perito médico).

No último dia 11, mesma data em que encerrou as inscrições, a Defensoria Pública da União, em Sergipe (DPU), pediu a suspensão da seleção. O defensor público federal Raimundo Coelho alega que o INSS não deve levar o concurso adiante para não ferir os princípios da eficiência e da economia, que devem nortear administração pública. Isso porque, segundo ele, a Justiça poderá ainda determinar a prorrogação, até abril deste ano, da validade do último concurso para técnico, e, sendo, assim, o INSS teria um banco de aprovados ao seu dispor, não precisando fazer novo certame.

"Havendo aprovados e necessidade, a decisão de prorrogar ou não a validade deixa de ser discricionária (da administração). Além disso, a Lei nº8.112/1990 diz que não pode abrir novo concurso enquanto houver candidato aprovado em concurso anterior com prazo de validade não expirado", evocou.

A briga pela vigência ou não do último concurso de técnico do INSS vem desde 2009, quando a autarquia, um ano após homologar o resultado final, reduziu a validade da seleção pela metade. Por meio de recurso de apelação, até o momento, o INSS conseguiu não ser obrigado a prorrogar o concurso e pôde realizar a nova seleção.

A ação civil pública ajuizada pelo defensor Raimundo Coelho quer, ainda, a nomeação de 1.500 técnicos aprovados em 2008. Ele crê que até esta sexta-feira, dia 21, possa conseguir uma liminar para suspender o concurso em andamento. Os concorrentes às vagas de perito médico não seriam afetados.

MPF/GO - O Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO) recomendou ao INSS assegurar a proporção na distribuição de vagas oriundas da reserva de 5% para candidatos com deficiência. O órgão alertou que no Amapá e em Roraima, por exemplo, em que há nove e oito vagas, respectivamente, ficou reservada para ambos uma oportunidade aos portadores de deficiência. Enquanto que em Goiás há 43 vagas e nenhuma para os portadores.

Diante disso, o MPF quer que seja determinada a previsão de, pelo menos, uma vaga, das 94 reservadas aos portadores, para cada estado e no Distrito Federal. O INSS deve se pronunciar em breve. Se aderir à recomendação um novo prazo de inscrição será aberto, somente para os portadores de deficiência.

About the Author

Author info. Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these with your own descriptions, if you like it Subscribe to Our Feed and Follow Me on Twitter

    Other Recommended Posts

  • Concursos, Empregos, Noticias

0 comments:

Post a Comment

 
back to top //PART 2