Wednesday, January 4, 2012

0 GOLEIRO MARCOS ANUNCIA SUA APOSENTADORIA EM 2012

Maior ídolo do Palmeiras nos últimos 30 anos, o goleiro Marcos decidiu encerrar a carreira profissional, aos 38 anos. Dezenove deles dedicados ao Alviverde paulista. Dedicação que deverá garantir ao goleiro um busto na alameda localizada na sede social do clube, que possui homenagens a três ídolos palmeirenses que, como Marcos, só defenderam o Palmeiras como profissionais: Junqueira, Valdemar Fiúme e Ademir da Guia.

Relembre cinco momentos marcantes da carreira do goleiro, que ficará marcado na história do futebol brasileiro como titular na conquista do pentacampeonato mundial em 2002 e como um grandes símbolos de um dos principais clubes do país.
Reserva entra e decide
O ano 1999 foi marcante para Marcos. O arqueiro, então com 25 anos, virou titular da meta do Palmeiras durante a Libertadores, assumindo o posto no lugar de Velloso, contundido. E, com a camisa 12, foi um grandes responsáveis pela conquista do título. Nas quartas de final, diante do Corinthians, fez belas defesas nos dois jogos e pegou o pênalti cobrado por Vampeta na disputa de penalidades máximas.
Defesa que valeu como título
O jogo não era uma final. Mas ficou até mais marcado para muitos palmeirenses do que a decisão da Libertadores do ano anterior diante do Deportivo Cáli (Colômbia). Nas semifinais da edição de 2000, Palmeiras e Corinthians ficaram frente a frente para decidir qual brasileiro seguiria na briga pelo título. E Marcelinho Carioca ficou frente a frente com Marcos na disputa de pênaltis. Na décima cobrança. As nove anteriores foram convertidas. Mas quando Marcelinho ficou diante de Marcos, foi diferente. O goleiro pulou no canto direito e espalmou a bola chutada pelo camisa 7 corintiano. Uma defesa sempre lembrada pelos palmeirenses.
Se aquela bola entra…
Ronaldo e Rivaldo foram os grandes nomes da Seleção na conquista do quinto título mundial do Brasil, na Coreia do Sul e Japão. Mas Marcos também teve papel muito importante para o pentacampeonato mundial. A defesa na final contra a Alemanha, espalmando para a trave um chute de Neuville, em cobrança de falta, quando jogo ainda estava empatado em 0 a 0, até hoje não é esquecida – e lamentada – pelos alemães.
Os craques também erram
Nem só momentos felizes marcam a carreira de um campeão. Com Marcos não foi exceção. E uma piores noites da longa trajetória do arqueiro ocorreu em 23 de abril de 2003. Na terceira fase da Copa do Brasil, o Alviverde recebeu o Vitória no Palestra Itália. E Marcos teve uma série de lances infelizes, falhando em três gols e ainda furando a bola de forma incrível na jogada que gerou o sétimo gol do time baiano. Apesar da atuação ruim, o goleiro não fugiu na responsabilidade nem da imprensa. E assumiu seus erros e a má atuação.
Mito São Marcos revive
Em 12 de maio de 2009, uma das grandes atuações do goleiro. Contra o Sport, nas oitavas de final da Libertadores de 2009, o camisa 12, aos 36 anos, ele teve uma exibição histórica, realizando belas defesas durante o tempo normal e defendendo três cobranças na disputa de pênaltis. A fama de pegador de penalidades máximas de São Marcos estava mais viva do que nunca.

About the Author

Author info. Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these with your own descriptions, if you like it Subscribe to Our Feed and Follow Me on Twitter

    Other Recommended Posts

  • Esportes

0 comments:

Post a Comment

 
back to top //PART 2