Wednesday, September 5, 2012

0 Conta de Luz Pré-Paga o que é como funciona onde comprar?


Rio -  Moradores do Rio vão poder optar por nova forma de pagamento das contas de luz. Similar ao sistema que funciona com os telefones celulares, o modelo pré-pago deve começar a valer já no ano que vem e vai possibilitar recargas mínimas de R$0,34 ou 1 quilowatt, em média.
No próximo dia 19, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) abre consulta pública para que os consumidores opinem sobre o projeto. Pela proposta da Aneel, as famílias poderão comprar quaisquer valores de crédito em postos de venda e inserir no medidor eletrônico, a ser instalado em residências ou comércio, gratuitamente, pela empresa distribuidora de energia elétrica.
Foto: Arte: O Dia
O equipamento vai permitir a leitura do consumo em tempo real e avisar quando os créditos estiverem acabando. Assim, será possível controlar melhor os gastos com a conta de luz e evitar cair na inadimplência.
Pela proposta inicial, as famílias poderão comprar o valor mínimo de 1,0 quilowatt (kWh) — o que equivale, no Rio de Janeiro, a uma tarifa média de R$ 0,34 (sem imposto aplicada pela Light) e R$0,55 (com imposto na Ampla). No entanto, a recarga inicial deverá ser de 5 kWh, a ser paga na primeira compra de créditos de luz
Para uma família padrão, com quatro integrantes, que mora no Sudeste, o consumo médio é de 178 kWh, segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE). Em reais, seria necessário fazer carga mensal de energia de, no mínimo, R$60,52, mais impostos.
Segundo a Aneel, os créditos não terão prazo de validade. O consumidor vai poder solicitar um aporte emergencial no caso de os créditos acabarem antes.
Secretaria critica corte de energia
A Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon) apresentou à Aneel uma série de críticas ao projeto de conta de luz pré-paga.
Segundo o órgão, um dos pontos mais críticos do programa é a possibilidade do consumidor ter o serviço interrompido imediatamente quando os créditos comprados acabarem. O que, segundo a secretaria, não atenderia o caráter de serviço essencial da energia elétrica.
Hoje as empresas só podem cortar a luz por falta de pagamento mediante aviso com 15 dias de antecedência.
O PROJETO
O consumidor pode, a qualquer momento, pedir o retorno ao sistema tradicional de pagamento. O pedido deve ser atendido em 30 dias.

Sobre o crédito emergencial a ser solicitado para não ficar sem luz, a distribuidora deve liberá-lo em qualquer dia da semana e horário.

Para sugerir propostas,basta enviar e-mail para ap048_2012@aneel.gov.br.

Quem quiser participar da consulta pública que vai acontecer no Rio no próximo dia 19 de setembro basta buscar informações em http://www.aneel.gov.br.

About the Author

Author info. Go to Blogger edit html and find these sentences.Now replace these with your own descriptions, if you like it Subscribe to Our Feed and Follow Me on Twitter

    Other Recommended Posts

  • Curiosidades

0 comments:

Post a Comment

 
back to top //PART 2